Guerra?

Guerra é uma palavra muito forte, não é mesmo?! Podemos dizer que o que acontece com o Rj são apenas "fatos isolados" e que logo logo irão passar.

Durante uns 20 anos da minha existência, sempre tive o RJ como um lugar em que a bala voava sobre as nossas cabeças e que constantemente bandidos aterrorizavam as pessoas que lá moravam ou visitavam.

Passados esses anos, a imagem que tenho do RJ continua sendo a mesma, mas não porque não conheço a cidade (já fui várias vezes, tenho amigos maravilhosos lá), mas porque passados esses 20 anos, as notícias sobre esta cidade são simplesmente as mesmas: tiroteio, polícia invadindo morro, disputa de traficantes, carros incendiados, arrastões na linha vermelha... e o diabo a quatro.

Então, acredito que o termo Guerra cabe muito bem à esta cidade, mas como esta palavra aterroriza cidadães e deixa a imagem do Estado fraco, ela não é usada. Há anos existe uma disputa por território, uma disputa pra ver quem manda na cidade, quem manda no comércio, quem manda na tranquilidade das pessoas.

E cada vez meu pessimismo aumenta: parece que o crime ganha a cada ano. Podem colocar polícias apaziguadoras em morros, mas o crime continua mandando ordens de dentro dos presídios, auxiliados (suponho) por profissionais corruptos do próprio sistema que deveria coibí-los.

Comentários

  1. Rio pra gringo vê:
    http://www.youtube.com/watch?v=LQkwNUiFqLs&feature=player_embedded

    Rio de verdade:
    http://www.youtube.com/watch?v=gsZP9ZX3fsI

    É triste, mas é opção 2 - guerra.

    ##

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas