Alguém me ouviu!

Acho que deve ter passado no Bom Dia Brasil de hoje (não sei, afinal, não é todo dia que acordo às 6h da manhã pra ver - horário de verão...) e quando li e vi o vídeo da reportagem, suspirei em alívio: alguém entende o que jovens passam para entrar no mercado de trabalho!

Durante toda a graduação, só vi apenas uns 2 estágios para Economia. Mas era o típico estágio quase impossível: média acima de 7 em todas as disciplinas já feitas, nenhuma reprovação e inglês fluente. O restante das ofertas de estágio eram em áreas administrativas e você competia a mesma vaga com estudantes de administração e contábeis. Ou seja: vc não sabia o que realmente faria ali, afinal, o importante era ter um estágio.

No final, ser estagiário numa empresa é quase sinônimo de jack's for all trades. Comprar o cafézinho ou lanche da patroa, substituir alguns funcionários e até ser pombo-correio.

Mas, a reportagem fala em como as empresas andam recrutando pessoas. Se vc realmente não tiver experiencia, meu amigo, desista. Dificilmente uma empresa lhe dará oportunidade (só se for a empresa de algum conhecido da sua família...).

Parece-me que as empresas são semelhantes às pessoas que curtem um dinheiro fácil. No caso corporativo, é um talentozinho fácil, afinal, "lapidar" esse talento demanda tempo e principalmente, dinheiro. Então é mais fácil pegar um multiuso do que ensinar algo a alguém.

Então nós, jovens - principalmente os recém-formados - temos que sair trabalhando em qualquer coisa ou até mesmo desvalorizando o salário da categoria (me senti do sindicato agora haha) para tentar nos enquadrar na "pea" (população economicamente ativa).

E não desvalorizamos a categoria em vão: somos bonzinhos! Afinal, não deixaremos que a patroa ou o patrão deixem de economizar para fazer a tão sonhada viagem para as "zeuropa".

Comentários

Postagens mais visitadas