MST fazendo Escola

Desde segunda, alguns operários da construção civil resolveram fazer um protesto para aumentar seus ganhos em 17%. Até ai, td bem, tem gente que acha melhor sair em passeatas e gritar (atrapalhar o trânsito tb) a conversar com seu chefe imediato e propor algumas mudanças.
Link
Mas eis que a linha tênue entre fazer manifestação e vandalismo se mistura: além de fazerem baderna nas ruas, agora eles invadem outras construções, roubam materiais de trabalho, objetos de outros operários (celular e outros itens) e impedem que trabalhadores façam o que eles se propuseram a fazer ao assinar um contrato: trabalhar.

Minha impressão sobre manisfestações de sindicatos é que estes parecem que não sabem o que é cumprir um contrato. Orientam os trabalhadores como se fossem operários da primeira revolução industrial!

Só digo algo a estes manifestantes: se não quer trabalhar, tem quem queira, afinal, a construção civil tem uma rotatividade tão grande quanto aos call centers.

Comentários

Postagens mais visitadas