Quando o Dinheiro não é o Mais Importante

Semana retrasada, uma colega me ligou muito feliz, falando que finalmente tinha conseguido uma indicação para um emprego na sua área. Estava muito feliz mesmo, pois tinha pedido uma força pro presidente do conselho de sua profissão. Até ai, ótimo.

Tempos depois, ela me noticia que foi até o local onde ia trabalhar e descobriu que iria passar um tempo em experiência e que ganharia uns 700 reais para trabalhar durante o horário comercial. Ela recusou e eu fiquei boquiaberta, sem acreditar.

Tal pessoa tem a mesma idade que eu, mora com os pais e é solteira.

Ora, o que um jovem recém formado mais quer é uma chance na área em que ele escolheu para atuar. Mas tem gente que deixa certas oportunidades passarem porque acham que irão perder tempo ou quando consideram que o custo de oportunidade é alto, já que poderiam estar em outra função ganhando mais.

O que quero dizer quando digo que o dinheiro não é o mais importante é que neste caso que relatei, a oportunidade de ganhar experiência e aprender fazendo quando não se teve esta chance na faculdade vale bem mais que os 700 reais que a pessoa ganharia aproximadamente.

Alguns dizem que é desvalorizar a categoria. Eu digo que é correr atras do que se quer. Em um ambiente de trabalho você conhece várias pessoas do ramo, tem a chance de mostrar a que você veio, o que pretende.

Por isso, se tiveres uma chance de poder trabalhar na sua área, aprender muito e ganhar experiencia, pense bem se quer desistir. Principalmente quando se é jovem, mora com os pais e não tem filhos.

E abre tantas portas...

Comentários

Postagens mais visitadas