Um tapa na Cara de Alguns

Eu tenho uma amiga que é homofóbica e esta decisão do STF a deixou um tanto quanto alvoroçada. Para ela, ser homossexual é anormal, tal como uma doença. Certa vez ela me relatou que se caso os gays pudessem ter o mesmo estilo de vida "convencional" dos héteros (beijar-se na rua, mãos dadas - o que já acontece...) ela não ia deixar que seus filhos saíssem às ruas, por que aquilo era imoral.
Link
Eu respeito todo tipo de opinião, pois acho que cada uma foi sustentada pela educação que a pessoa teve. Respeitar não é aceitar, é simplesmente tolerar que existem pessoas diferentes.
Aceitar isso é exatamente perceber que ninguém pode determinar o que você sente ou quer pra sua vida. Isso só voce pode saber.

A decisão do STF é um avanço. Representa que a instituição Estado aceita que existem pessoas que simplesmente amam e se unem à pessoas do mesmo sexo.

Espero que tal decisão não faça com que haja ainda mais burocracia (criação de leis ad infinitum) e que ajude a ter mais preconceito.

Para a Igreja, aceitar a união homoafetiva deve ser como uma espera do apocalipse ou fim dos tempos. Ainda bem que as decisões não são pautadas em versos religiosos.

Comentários

Postagens mais visitadas