Mero Espectador

Nos transformamos assim quando alguém nos pede ajuda e tentamos dar algum auxílio. De início achamos que estamos fazendo bem, tentando orientar, dando conselhos, tentando se por no lugar.

Porém é aí que o negócio pega: apesar da boa intenção ao darmos conselhos, nós não vivemos a vida da pessoa. Somente ela é quem pode resolver sua situação, somente ela quem pode agir.

Nós podemos ouvir, distrair, ajudar de outras formas, mas jamais devemos dizer o que tal pessoa deve fazer. Por que ai né, a maioria não escuta mesmo, prefere seguir fundo e sofrer as consequências.

Realmente, se conselho fosse bom, era vendido, pq mercado amigo, tem viu!

Comentários

Postagens mais visitadas