50%

Imagine um cara que não bebe, não fuma, leva uma vida regrada, organizada. Resumindo: é o retrato da perfeição. Um belo dia ele recebe a notícia que tem câncer. 



E este mesmo cara, que fez tudo pra ter uma vida em que não pudesse correr tanto risco, descobre que tem 50% de chances de sair dessa.

Este filme está longe de ser um drama chato. Ele nos faz rir muito (na maior parte do filme) e nos emociona. Foge do estereótipo do dramalhão.


Recomendadíssimo.


ps: na lista dos melhores.




ps²: por falar em vida, morte, essas coisas, me aconteceu um fato. Na verdade, não comigo, mas foi algo que de uma certa maneira me fez refletir sobre esse tipo de assunto. Quando um ente querido morre, sobretudo alguém muito próximo, sei que devemos seguir adiante, o que em alguns casos parece quase impossível. Mas existem pessoas que se preparam espiritualmente para aceitar que a vida continua, em outro plano, mas continua.
Porém, nem por isso, nem por ela aceitar naturalmente a morte, quer dizer que ela não sente nada em relação ao ocorrido. Ela pode precisar de apoio, atenção e carinho.
E mesmo que de repente, alguém aceite muito bem a morte, sair em festejos como se nada tivesse acontecido, pra minha pessoa, é uma tremenda falta de respeito com a memória da pessoa que faleceu. 
Mas, como dizem: cada cabeça, uma sentença.

Comentários

  1. Isso aconteceu com um conhecido meu em 2008. Cara não fumava, nunca tomou uma cerva, alimentação balanceada, era o rei do triatlo, enchia o saco de todos com lições de moral dado estilos de vida distante do "saudável" dele e assim vai. Um dia, Deus achou que seu saco escrotal estava podre e lhe deu um câncer em tal região do corpo antes dos 30. Felizmente, ele superou a doença, mas ficou estéril.

    Nunca mais criticou ninguém.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, pelo menos ele sobreviveu. To achando que hj é melhor receber a notícia de ter Aids que Câncer. Parece que a primeira alternativa é menos dolorosa e mais duradoura a vida. Se bem que o melhor é não receber nenhuma noticia dessas.

    ps: em 2008 recebi a noticia que um amigo estava com câncer de pele. Pena que ele só descobriu qd a doença estava em estágio avançado. Foi menos de 1 ano de tratamento. Ele tinha 21 anos na época. Sinto falta dele. :(

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas