A Vadia.

É, eu o mirei como se fosse um alvo em plena caça. Sim, foi tudo planejado e de propósito. O roubei e agora ele é meu. Te tirei como se tira doce de criança. Bem mais fácil do eu imaginava. Sou especialista em roubar namorados. Sei do que eles gostam e claro, do que não gostam. Eu sou melhor que você e sabes disso. Mas apesar de você saber que não serve mais, a culpa ainda é minha. A culpa é minha se não consegues levar um relacionamento de forma sadia e tranquila. A culpa é minha se o sexo já não tinha mais aquele ardor. A culpa é minha se o beijo já não era mais O Beijo. A culpa é minha pois, sou uma vadia. Uma vadia sanguinária. Uma vadia que sai à caça de caras comprometidos com namoradas santinhas. A vadia que seduz. A vadia que acaba com sua vidinha de sonhos e castelinhos de areia. A vadia de olhar certeiro. A vadia que te mostra que nada é perfeito. Vadia. Viada. Adiva. A Vida.

Comentários

Postagens mais visitadas