Dormência

Hoje é um daqueles dias em que um lado meu quer fugir de toda a dor, sofrimento e vazio e quer ficar dormente por algum tempo. Sem pensar, sem lembrar, sem chorar, apenas ficar com uma ilusão de felicidade. Aquele lado que me diz que o tempo passa e ele não quer nem saber se eu estou magoada ou me sentindo vazia: a vida corre e não volta pra esperar.

Tanto que hoje cogitei em ir pra um lugar em que eu já não me sinto tão bem. Mas que porra é essa, Cibele? Ir pra um lugar que você não se sente bem? Acho que hoje eu me sentiria bem lá porque seria um lugar do qual eu não teria de quem me lembrar. É um local neutro. Não lembro de ninguém. Não fiz nada lá com ninguém, não andei de mãos dadas e nem troquei beijos ou juras de amor. Bingo, o local ideal.

Mas, como meus amigos estão ocupados demais com suas vontades, ficarei em casa e constato que não posso fugir do que realmente estou sentindo. É muito ruim e eu desejava muito não sentir. Me resta agora ir ali estudar e colocar a cabeça noutro lugar. Depois ver aquele bom e velho filme sozinha e depois dormir. Quem sabe eu não volto aqui pra falar mais besteiras?

Até.

Comentários

Postagens mais visitadas