DIY: Como Manter o Status Quo

Imagine uma plataforma que possibilita você expor suas ideias, gostos ou preferências. Tal ferramenta é gratuita: basta uns cliques, cadastro e pronto! Você agora tem um blog e pode através dele compartilhar várias coisas para quaisquer pessoas que tenham acesso à internet.

Imagine também que vááárias pessoas gostaram do que você escreve diariamente e passam a te acompanhar, perguntar uma infinidade de coisas e te proferem elogios diários - inclusive pessoas ligadas a grandes empresas que veem em você uma vitrine capaz de atingir o público de forma simples e fácil.

Você começa a ganhar produtos para divulgar, falar, comentar e analisá-los. Revistas querem te entrevistar, saber mais sobre como você faz para ser você mesma. Convites vão surgindo e, dependendo do seu seguimento, você poderá rodar o mundo só para poder dar opiniões sobre as mais diversas nuances da sua área.

Não é demais? E tudo começou de forma tão desprentenciosa! Era só uma maneira de você compartilhar o que sabe ou o que pensa sobre algum assunto, seja ele específico ou não. E agora pode-se viver disso! Quem não quer trabalhar com o que se gosta ou se identifica? Quantas pessoas trabalham em algo que consideram enfadonho e iniciam o dia querendo que este passe logo? E você ai, fazendo o que gosta, sem precisar bater ponto ou ter um chefe azucrinando sua cabeça! É maravilhoso!

É tão maravilhoso que você quer preservar isso. Sabe que várias pessoas que vão ver seu trabalho irão se identificar com isso, vão querer fazer algo semelhante pois, se você conseguiu, elas também podem.

E de repente o número de pessoas que teve a mesma ideia que a sua, aumenta. Algumas destas possuem o mesmo o sucesso que você conseguiu. Dai vocês tem a ideia de se juntarem, formar uma rede, o que facilita a publicidade de alguns produtos (fechar um pacote de divulgação, olha que máximo!) e quem sabe até abrir uma loja virtual de produtos indicados por vocês.

Mas agora, todo mundo quer ser o que você se tornou. Todo mundo também quer ter sucesso ou quer simplesmente ser a referência para alguém. Todo mundo também deseja trabalhar por conta própria sem ter que dar satisfação pro chefe.

Perai... mas nem todo mundo tem seu talento ou feeling para negócios não é? Não é todo mundo que tem a capacidade que você tem. É preciso preservar o que você criou, protegê-lo de pessoas mal intencionadas que só querem o sucesso! Estabelecer regras, dizer quem pode e como pode entrar no mundinho que você ajudou a criar, afinal, não é qualquer uma que pode ser o que você é - aliás, o que se tornou.

Que coisa mais ultrajante alguém sem a mínima classe ou senso do ridículo que mal sabe dizer o nome dos estilistas que nos vestem, quererem ter a audácia de ser como somos. Nunca serão! Precisamos proteger nossa classe! Criar barreiras, dificuldades! Não queremos que ~ nossa profissão ~ seja invadida por pessoas mal qualificadas, que mal sabem escrever ou redigir um texto (apesar de às vezes eu poder pagar para alguém escrevê-lo ou revisá-lo), não é?

É necessário que façamos algo! Vamos formar um sindicato, nos fortalecer diante dessas pessoas que querem ser como nós somos! É isso! :)


ps: DIY é a abreviação de "do it yourself", muito usado em blogs de moda.
ps²: esse post foi motivado pela seguinte notícia: Blogueiras de Moda Defendem Criação de Sindicato . Ou seja, um grupo de garotas que até um dia desse eram meras desconhecidas e, se beneficiaram com a liberdade de compartilhar algo na internet querem agora restringir esse espaço. Concorrência é algo que nem todos sabem lidar - quem não sabe aruma um jeito de manter o que tem e apela pra quem? Advinhem! :)


Comentários

Postagens mais visitadas