Gente Grande

Compromisso, endereço anotado, trajeto decorado e o friozinho na barriga. Pronto: lá vou eu cumprir minha visita ao Instituto Liberal que há tempos tinha programado. O IL fica em Humaitá, na zona sul do Rj e eu estou na zona norte, no bairro Vila da Penha. Vou cruzar a cidade so-zin-ha (wow!)

Lembrei do dia que tive que ir ao trabalho da minha mãe no centro de Fortaleza quando tinha apenas 9 anos. Estava me sentindo gente grande, do tipo que sabe o que faz, é segura e tinha o trajeto como linha cotidiana. Depois disso, andar por qualquer banda de Fortal não foi difícil.

Pois bem, como tenho vindo ao Rj com bastante frequência e desta vez parece que fico de vez, sabia que tinha de ir para Humaitá de metrô + metrô de superfície (vulgo busão) e, por falar nisso, o transporte aqui no Rj é bem mais difícil do que em Fortal. Aqui é comum você pegar mais de duas conduções para ir a algum lugar. Não sei o que é isso faz muito tempo!

Para ir ao metrô, peguei uma kombi (van, topic, transporte alternativo...), pois fiquei com uma ligeira preguiça de ir à pé (são 15 min de caminhada até as estações próximas de Irajá ou Vicente de Carvalho). O metrô chegou rapidinho e estava um pouco cheio.

Fiquei a observar as pessoas ali, o tipo de vestimenta que utilizavam, imaginando pra onde eles iam ou em qual estação iria descer mais gente. No meio do silêncio dentro do vagão, eis que surge alguém anunciando a estação do Maracanã euforicamente. Ou seja, no lugar da voz habitual da mulher, um homem dizia em alto e bom som que estávamos chegando ao maior do mundo.

Sinceramente? Achei meio tosco, mas enfim, depois de tantos meses prevendo o caos do #NãoVaiTerCopa, a estação do Maracanã e a de São Cristóvão nos diz que aqui no Rj terá copa sim. Depois disso, desembarquei em Botafogo e peguei o metrô de superfície, vulgo busão. Desci direitinho no local que anotara e cheguei ao IL.

Fora uma tarde bem agradável, na qual conheci outras pessoas e conversei bastante. Na volta, fiz o mesmo trajeto que a ida e senti que andar no Rj não era o bicho de sete cabeças que imaginava. Ao chegar a casa, ainda encontrei meu noivo preocupado comigo, achando que eu podia ter me perdido.

Perdida não fiquei, pelo contrário: me achei. Adorei andar no Rj sozinha e acho que o Rj e eu iremos nos dar muito bem (:




Comentários

  1. Andar no Rio é bem tranquilo. O que achei esquisito ai pra caramba é a segregação Zona Sul, Zona Norte e Barra.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas