Lado B

Todo acontecimento tem seus lados. Geralmente, o lado B, designa aquela parte que muitos gostam de ocultar, pois quase sempre remete à sensações desagradáveis ou sentimentos ruins. Foi assim ao sair de casa.

Não é nada fácil deixar a vida boa que se tens na casa dos pais. É aconchegante pois, sabemos nosso lugar, onde pisamos, o que podemos ou não fazer. Sair disso é como pular e fechar os olhos sem saber quando irá cair. Lembro que chorei muito ao tomar a decisão de ir, afinal, deixo minha mãe e irmã, companheiras de uma vida toda, pessoas que tenho a certeza que fariam qualquer coisa para me ver feliz - inclusive me deixar ir.

Sabe quando você vai se despedindo aos poucos? Da rua, dos vizinhos, de todo e qualquer aspecto da cidade onde cresceu? Foi assim na ultima semana que fiquei em Fortaleza. Até o simples hábito de ir à mercearia comprar algo me deu saudade. Quando o avião subiu e eu vi a cidade miúda e toda iluminada, confesso que chorei. Confesso que pensei se o que estava fazendo era o certo; se realmente as coisas por aqui iriam vingar; se...se...

Não é fácil descobrir apenas na hora de ir embora o quanto se é apegada à família e seus costumes. Ao chegar no Rj, reparei como minha cidade é tão boa quanto. Pena que atualmente vive um período que mais afasta do que agrega pessoas.

Enfim, creio que não se deve esconder tais sentimentos. Toda decisão tem seu lado ruim e isso não significa que a decisão também o é. Existem apenas decisões tomadas e tomei a minha. Resta agora aproveitar todo o aprendizado que esta me trará :)

Comentários

Postagens mais visitadas