Boyhood



Fiz a maior rasgação de seda em Birdman porque não sabia ainda o estava por vir: Boyhood. Filme que há tempos estava disponível no popcorn time e sempre passava. Pois bem, fui ver e só tenho uma palavra: sensacional.

Imaginem a dificuldade que um diretor tem ao ter que retratar a infância ou juventude de um personagem. A busca por uma criança ou adolescente semelhante, que tenha os mesmos traços do ator deve ser uma tarefa um tanto difícil. Porém, Richard Linklater (sim, o queridão que já nos deu a melhor trilogia amorosa já vista) teve uma ideia que ninguém nunca teve ou se atreveu: usar o mesmo ator para compor todas as fases do personagem.

Como resultado, temos um filme que demorou 12 anos - isso mesmo, para ser gravado, nos presenteando com uma história simples que nos remete à nossa própria vida e experiências. Boyhood não possui um começo, meio e fim delimitados pelo ritmo do filme, com o dever de haver um ápice da história. Ele simplesmente narra e mostra a vida de um garoto desde a sua infância, passando por sua puberdade e início da vida adulta.

Retrata como escolhas podem mudar o curso da nossa vida, como escolhas erradas tem consequências desagradáveis para todos os membros de uma família, assim como a vida é exatamente a soma de todos os momentos vividos e saudosamente lembrados.

Juro que só percebi que era um filme quando o Ethan Hawke aparece na tela. Fora isso, parecia que estava acompanhando a vida real de uma família que mora em frente à minha casa, dando total sentido ao nome do filme (boyhood seria como "vizinhança do garoto"). 

Um filme tão simples e que te encanta com pouco, mostra que é isso mesmo que o cinema precisava. O mais continua sendo menos e essa sensação de sentirmo-nos um pouquinho mais velhos ou íntimos ao ver toda a vida de alguém desde seus 5 anos de idade é que faz desta película algo especial.

Foi muito bom ter visto este filme e é ele que tem a minha total torcida. Sorry, Birdman, mas o que você tanto pediu no cinema, apareceu.


Comentários

Postagens mais visitadas