Coisas que aprendi andando de busão no Rj

O Rio de Janeiro é uma cidade com um trânsito péssimo! A coisa mais comum de se ver são brigas entre motoristas, carros sem ligarem a sinaleira, fechadas, trancadas e marmotas automobilísticas fazendo lama (traduzindo, aos montes).  Com isso, o busão acaba sendo bastante utilizado - dependendo pra onde se vai, por essas bandas e ai, como uma boa alma caridosa, vai aí algumas dicas de como sobreviver a eles:

Números. Diferente de Fortaleza e de outras cidades que já fui, aqui se reconhece o bus pelo número. Ex: "Vou ao centro de 350". E ah, esse mesmo número é acompanhado do nome do sentido que se vai: 350 Candelária ou 350 Irajá.

Itinerário. Esqueça, isso aqui não existe. Tem que parar o busão e perguntar ao motorista e, se tiver sorte, ele vai te responder se ele passa ali ou não. O que pode ajudar (e muito!) é o google maps.

Parada. A coisa mais comum aqui é o motorista fingir que você só está ao lado de um placa sinalizadora da parada do ônibus porque tá esperando alguém que não é ele. Incrível como eles tem a mania chata de ignorar nosso sinal. Além disso, é comum eles não pararem na parada que você deu o sinal.

Mãe. Lá no Ceará quando o motorista costuma frear bruscamente, a galera grita "tá levando tua mãe, não, seu (insira aqui seu xingamento preferido)!" Aqui no Rj, todos os motoristas levam suas mais variadas mães. Incrível como eles dirigem aos solavancos. Muito ruim.

Decoração. Não se assuste ao se deparar com cortinas, capa para volante, capa para o câmbio, adesivos, tudo do time de coração do motorista. Na boa, acho feio.

Dois. A coisa mais comum aqui é pegar duas ou mais conduções para ir a um determinado lugar. Só agora implementaram o bilhete único, mas quando cheguei aqui, o gasto com passagem era enorme.

É Parador? Aqui tem dois tipos de bus: parador e rápido. Os nomes definem o porque da expressão. O ruim é que a maioria não vem sinalizado qual tipo de bus ele é. Resultado: dar o sinal, para o bus só pra perguntar se é rápido ou parador.

Gratuidade. Aqui não existe meia passagem para estudantes, apenas gratuidade para a terceira idade e para estudantes de escolas públicas que estejam fardados ao embarcar.

Bate-Boca. Se você reclamar de algo, a maioria bate-boca com o passageiro, este que sempre começa a discussão e já entra fulo da vida no busão.

Enfim, acho que é isso. Qualquer coisa, atualizo o post! :)

Comentários

Postagens mais visitadas