Domingo

À despeito da sabotagem tecnológica que estou a enfrentar em um pleno domingo frio e solitário, estou a cá escrevendo mais abobrinhas para nem meia dúzia de pessoas. E não, isso não é falsa modéstia. Até porque o intuito do blog é mais desafogar qualquer coisa que esteja na minha mente, logo, ele essencialmente é algo de mim para mim mesma. Sem ressentimentos, por favor :)

Mas, como falei, a tecnologia hoje não colaborou. O pczinho resolveu travar mais que gago, o que me custou algumas voltas a menos para ver o Gp da Rússia. Sim, hoje teve F1 viuvada, ela não fica chorando as pitangas desde 94.

Depois de me estressar por não conseguir ver a única coisa que me deixa de sorriso aberto em pleno domingo - ou não, depois de uma batida daquelas né Kvyat??? - fui inventar de escrever. Sem pauta, sem planejamento, apenas o que vir em minha mente. 

Safadão tá truando (sou patrão tô estourado, essa vida é pra quem pode) no media player sim não tenho dinheiro nem pra comida, javali pra um Mac enquanto tento escrever um texto decente, até porque, na minha concepção, seria necessário nascer na Rússia para escrever algo decente.

Enquanto constato que esse texto tá uma bosta, olho pro meu kindle e vejo o livro que estou lendo também é ruim, então me sinto menos culpada por vocês lerem isso daqui. Alias, vocês leem se quiserem, clicam por que querem. Vão aproveitar seus domingos que é o melhor que fazem.

Comentários

Postagens mais visitadas