Resquícios

Arrumar as malas para partir é como arrumar a alma para uma nova vida. No balanço do que fica e do que vai é que se vê os resquícios e traços deixados por uma vida que um dia fora de dois. É deparar-se com a lista de compras do mês em um bilhetinho que ficava na geladeira junto às fotografias de dias felizes. É dar de cara com a garantia da cama de casal finalmente comprada e tão celebrada. É ver que ainda se guarda o ticket aéreo da somente ida que mudou a sua vida. É reabrir o bilhete que veio junto às rosas vermelhas que celebraram mais um ano juntos. É achar os ingressos do show daquela banda preferida e lembrar das músicas cantadas ao pé do ouvido. É sorrir pelo que se foi. É constatar que não se arrepende de nada do que fez. É fechar a mala e seguir na toada.

Comentários

Postagens mais visitadas